O  Clássico do mês de Junho de 2014 foi reservado especialmente para o belíssimo veículo  Dodge Kingsway Custom de 1950 de Carlos Vieira Reis.

Carlão como é conhecido pelos amigos do meio, é um grande colecionador de veículos Antigos no Rio de Janeiro, extremamente participativo de eventos pelo Brasil e Exterior. É Sócio do Veteran Car Club do RJ e também do Nictheroy Clube de Veículos antigos. 

IMG_1814

 Um pouco sobre a vida de Carlão no meio antigomobilista:

Minha paixão por carros antigos vem de muito longe. Seguindo o bom gosto do meu saudoso pai, João Vieira Netto, que era um apreciador e colecionador de carros antigos e, por óbvio, criado nesse ambiente, adquiri seus bons fluídos, na preservação da memória dos carros antigos.

 IMG_1815

Sobre o Clássico do Mês – Dodge, Kingsway.

Sobre o meu DODGE, Kingsway Custon, ano 1950, 02 portas, tenho a lhe revelar  que a questão é muito mais sentimental, do que realmente ter um modelo tão raro de veículo. 

IMG_1845

Há cerca de 43 (quarenta e três) anos, quando tive o prazer de conhecer a minha hoje querida e grande incentivadora esposa, Leila Mendes Reis, eu tinha um carro exatamente igual ao referido DODGE. 

IMG_1610

Tempo depois, apesar de contrariar a minha já esposa Leila, infelizmente, acabei por trocá-lo, por um Fusca, modelo 1966, que, na ocasião era a minha grade sedução.Não muito tempos depois, o arrependimento se abateu sobre mim, mas, já tinha feito a bobagem e não tinha mais como recuperar aquela antiga preciosidade. 

IMG_1613

Mas, a Leila sempre me pedia para comprar um exemplar igual àquele DODGE, até que, em 2004, um amigo de Porto Alegre, me telefonou informando: “achei o carro dos seus sonhos e que você me encomendou, na cidade de Arambarê-RS e estou lhe esperando para  visitá-lo e, se for o caso, fechar o negócio com o Vendedor”.  

Na semana seguinte viajei para Porto Alegre e, de lá, partimos para a referida cidade gaúcha. 

IMG_1619

Como é do conhecimento de muitos amigos, sou muito exigente e perfeccionista com automóveis e, para minha decepção, em lá chegando, encontrei o carro abandonado, em um curral de ovelhas, todo podre, com ferrugem por todas as portas, tampa de mala, assoalho e cofre do motor, sem se falar que os seus cromados, estofamento e pneumáticos estavam em péssimas condições, estes últimos inservíveis, mas, com a sua estrutura e mecânica bastante preservada. 

IMG_1614

Fiquei tão decepcionado com o que me deparei, que não contra-ofertei nenhum valor em função do preço de R$ 22.000,00, que o Vendedor havia me pedido, preferindo voltar para o Rio de Janeiro e melhor refletir sobre a conveniência da negociação.   

IMG_1761

Cerca de 02 (meses) depois, o Vendedor me telefonou, argumentando que era o 2º dono do carro e que o possuía há cerca de 38 (trinta e oito) anos e que nunca sofreu qualquer colisão, apenas pequenos aranhões nos frisos, mas, que, como tinha interesse em vender, tinha reduziria o preço para R$ 20.000,00. Diante disso, lhe fiz uma contraproposta de R$ 15.000,00, para depois elevar para R$ 17.000,00, correndo o pagamento do frete do RS para RJ, por conta do Vendedor, no que ele concordou e, assim, foi fechado o negócio.  

IMG_1770

Quinze dias após ter fechado negócio, o carro chegou no Rio de Janeiro, no bairro do Caju, onde fui pegá-lo. Devido ao seu péssimo estado e a precaríssima aparência, mas com boa mecânica, resolvi partir direto e rodando para a cidade de Petrópolis, de modo a ser entregue o carro ao meu antigo lanterneiro, Agildo Mellado. 

IMG_1816

Devido à precariedade do seu estado, o aludido profissional, muito cuidadoso, zeloso e responsável, optou por desmontar todo o carro, tirando, inclusive a carroceria de cima do chassis, de modo a facilitar sua recravação, já que algumas de suas travessas estavam soltas. 

IMG_1817

Desmontado o carro, foram executadas restaurações de lanternagem e substituídas várias partes da carroceria, como assoalho integral, portas, tampas de mala e cofre do motor, além de serem refeitas diversas partes cromadas, que se achavam amassadas ou inteiramente destruídas ou tomadas de ferrugem. 

A obra, incluindo desmontagem e montagem, foi executada pelo Agildo em cerca de 60

IMG_1844

(sessenta) dias corridos, sendo necessário, por óbvio, a desmontagem do estofamento, vidros, com a substituição das borrachas que foram importadas dos EUA, além da parte mecânica, com a retirada e posterior recolocação do motor. 

IMG_1813

Diversas peças foram importadas dos EUA (o que importa em certa demora), tais como, mecânicas, borrachas de vidros, pára brisa, quebra ventos, portas, tampa de mala e vidro traseiro etc, sem se falar naquelas que foram adquiridas no mercado nacional, incluindo-se dentre elas, pneus, bateria, calhas de vidro e material de capoteiro. 

 carlão com sua esposa Leila e sua filha, Carla

Foi um verdadeiro sofrimento, porque os profissionais escolhidos (lanterneiro, pintor e capoteiro) e executores dos serviços tinham suas oficinas em diversos bairros da cidade de Petrópolis, o que implicava no uso constante e oneroso de reboques de um lado para outro, sem se falar que o eletricista ficava na Ilha do Governador, cromador no bairro da Penha e mecânico em Niterói, para, finalmente, o carro retornar a Petrópolis, de modo a possibilitar a sua montagem final pelo meu estimado amigo e lanterneiro Agildo e, assim, concluir a obra, que durou cerca de 02 (dois) anos, sendo de se ressaltar que a pintura foi refeita por 03 (três) vezes, já que as intervenções anteriores não haviam ficado de acordo com as minhas exigências. 

 012a

Depois dessa verdadeira batalha, concluído o serviço de reforma do carro, levei-o com grande satisfação para Niterói, de modo a fazer uma surpresa à minha estimadíssima esposa Leila e à minha querida e não menos estimada filha Carla, que o receberam radiantes, com uma festinha para comemorar o grande feito de ter um carro antigo raríssimo e em perfeitas condições, como o anterior. 

Esta, síntese, é a história do meu carro DODGE. Espero que gostem

Carlos Reis recebendo homenagem do seu clube – Veteran Car Club Rio de Janeiro

 Detalhes Técnicos do Dodge Kingsway: 

1950 Dodge Kingsway Custom Sedan

Technical Specifications

011 -c 

Motor

Bore & Stroke

Compression Ratio

Power

Top Speed

L x B x H

Weight

Wheelbase

Track front

Track Rear

Production

Approx New Price

6 cil in line / 3567cc

83 x 111mm

6.6:1

97bhp @ 3600rpm

130km/h

489 x 186 x 166cm

1455Kg

301cm

141cm

148cm

N/K

N/K

O Portal AutoClassic agradece a Carlos Vieira Reis por nos dar a oportunidade de conhecer um pouco sua história no meio antigomobilista e o parabeniza por engrandecer o acervo de carros clássicos s existente em nosso país.

Um forte abraço para você  e sua linda família. Que Deus os proteja sempre!

Saudações,

Teresa Gago
Portal AutoClassic
Rio de Janeiro – Brasil