Construído no Brasil, o veículo é recordista sul americano de velocidade em pistas de sal e inaugurou as disputas de velocidade em deserto de sal na América do Sul

Os participantes do IV Encontro Brasileiro de Autos Antigos de Águas de Lindóia poderão conferir de perto o Lakester “Nebulous Theorem Brazil I” que ficará exposto de 20 a 23 de abril na Praça Adhemar de Barros.

O veículo de velocidade extrema (Land Speed Racing) foi construído pelo curitibano André Rodrigues e projetado por Jack Costella, o maior colecionador de recordes de velocidade nos Estados Unidos, com apoio do Senai Boqueirão e outras empresas.

O Lakester Nebulous Theorem Brazil I deu início às disputas de velocidade em deserto de sal na América do Sul, estabelecendo o recorde com a velocidade de 270 km/h durante o evento Uyuni 3600, na Bolívia, em outubro de 2016.

Realizadas desde 1914, as disputas de velocidade extrema são as mais antigas e tradicionais competições de automotores que acontecem tradicionalmente em desertos de sal como de Bonneville e El Mirage Dry Lake, nos Estados Unidos.

André Rodrigues explica que os lakester são carros feitos ou modificados para correr em lagos secos. Segundo ele, para esses carros alcançarem o máximo de velocidade, eles eram fabricados com algumas características específicas como rebaixamento do teto ou para-brisas, retirada de para-lamas e para-choques, diminuição do peso, aumento da potência e pneus estreitos.

 

Como surgiu o Nebulous Theorem Brazil I – André conta que há cerca 5 anos resolveu construir um lakester icônico da década de 1950, chamado de Belly Tank, para trazer um pouco da cultura de velocidade para os eventos no Brasil.

O modelo Belly Tank era feito a partir de tanques suplementares de aviões da Segunda Guerra. André explica que esses materiais eram muito aerodinâmicos e baratos, pois eram considerados sucata, bastando colocar um motor para correrem.

Foi então que ele construiu um modelo do carro em tamanho real, o que teve grande repercussão na imprensa, fazendo com que o Belly Tank passasse de carro de show para as pistas.

“Mas, no processo de conseguir autorização para correr no maior deserto de sal do mundo, em Uyuni na Bolívia, percebi que o Belly Tank poderia não ser muito seguro. Aí entrou o Jack Costella para nos ajudar projetando o lakester”, explicou.

UYUNI 3600 – Assim foi batizado o evento que ocorreu no maior deserto de sal do mundo, o deserto de Uyuni, na Bolívia. Já o número 3600 refere-se a altitude do deserto. Realizado em outubro de 2016, no Uyuni 3600, foi estabelecido o recorde sul americano em pista de sal.

André explicou que para a ocasião, o Lakester “Nebulous Theorem Brazil I” foi levado em caravana por 2.500 km de estrada subindo os Andes até o local da prova. “O Lakester alcançou a velocidade de 270 km/h dando início histórico às disputas de velocidade na América do Sul. Jack Costella, que também estava presente, mostrou-se muito emocionado por fazer parte do evento denominando-o como uma nova era para as disputas de velocidade no mundo”, disse.

André comenta ainda que o carro, apesar de não ter suspensão, contar com rodas dianteiras maciças em alumínio e estar apenas a 2,5 cm do chão é muito estável e transmite grande segurança. Segundo ele, apenas as limitações da pista impediram o carro de atingir velocidades ainda maiores.

 

Ficha Técnica

Comprimento: 7,2 metros

Altura: 68 cm

Motor: 1.100 cc carburado

Peso estimado: 750 Kg

Rodas dianteiras maciças em alumínio

Rodas Traseiras: Weld e Pneus Hoosier

Freio: Paraquedas e freio traseiro para imobilização final

O veículo tem cinto 7 pontos, sem suspensão e usa guidão para controle de direção