Você já pode anotar na agenda: a Feira do Paço, que reúne artistas e empreendedores dos mais diversos setores da economia criativa, no entorno da Praça Dom Pedro II, no Centro Histórico, vai ser realizada no segundo domingo de cada mês até dezembro. A informação é do presidente do Instituto Amazônia, Paulo Henrique. Neste domingo (12), uma multidão foi prestigiar a primeira edição do evento que contou com atrações culturais, gastronômicas e artísticas, além de uma exposição de carros e motocicletas antigas.

De acordo com Henrique, a feira complementa um projeto do Instituto Amazônia que busca a revitalização do Centro Histórico, onde nasceu a cidade de Manaus. Ano passado foram realizados seis eventos na praça. “Nós não íamos fazer a feira este ano, mas a pressão por parte do público para que houvesse o evento nos motivou a não parar com isso. Serão dez eventos de março a dezembro, sempre aos segundo domingo do mês. Todos terão novidades para o público como este”, revelou.

Na primeira edição do evento, ontem, mais de 40 expositores, que se inscreveram no site do Instituto Amazônia, ofereceram seus produtos e serviços ao público. Além da exposição de carros antigos, a feira ao ar livre contou também com uma ampla e diversificada área gastronômica, cultural, espaço infantil, além de uma nova área: o espaço geek que reuniu os apaixonados por tecnologia. Além de tudo isso, durante toda a programação, o Museu Paço da Liberdade esteve aberto para visitação.

O vendedor Valdemir Nunes, 55, e a industriaria Manazia Nunes, 42, aproveitaram para curtir um momento de lazer com a família. O casal também matou a saudade do ex-carro, um Variant 72, que fazia parte da exposição de carros antigos. “Usamos este carro por 16 anos. Vendemos porque não tínhamos condições de mandar reformar. E foi isso que o novo dono fez. Ainda não tinha tido a oportunidade de vê-lo reformado. Esta foi à primeira vez. Deu vontade de comprar de volta”, brincou Valdemir.

Depois de fazer diversos cursos no Instituto Amazônia, a artesã e moradora do Centro Luciana Chaves, 35, se tornou uma das expositoras da Feira do Paço. Ela contou que o evento contribui muito para a renda da família. “No ano passado meu esposo ficou doente e eu aproveitei para fazer os cursos que o Instituto Amazônia oferecia para poder incrementar nossa renda. Na primeira feira eu já era uma das participantes. Essa oportunidade que eles dão para a comunidade é muito importante”, relatou. 

Saiba mais

O presidente do Instituto Amazônia, Paulo Henrique, afirmou que esta semana serão abertas inscrições para complementar o quadro de expositores da nova edição da Feira do Paço. Conforme ele, a ideia é haver uma rotatividade de artistas e empreendedores para que todos os interessados possam participar.

O evento, promovido desde o ano passado pelo Instituto Amazônia, é realizado em um dos pontos turísticos mais importantes da cidade, onde encontra-se o Marco Zero de Manaus, composto de prédios históricos e ruas em paralelepípedo, patrimônio cultural da cidade.

Fonte: A crítica